Chuvas Fortes – O que Fazer


Não adianta. Todo ano é a mesma coisa. Em determinados meses cai um aguaceiro muito forte. Muitas vezes o previsto para um mês cai em curtos períodos de horas. Apesar da Defesa Civil estar sempre em alerta, é sempre bom saber o que fazer antes, durante e após as grandes chuvas e enchentes.

Lembrando: A Defesa Civil sempre pode ser acionada pelo telefone 199

Ações preventivas sempre são necessárias para minimizar os impactos em áreas considerados de risco e os danos causados pelas enchentes e alagamentos. Importante saber também como se proteger durante as tempestades com raios, tanto dentro como fora de casa.

Lixo:

– não jogue lixo nas ruas, terrenos baldios, córregos e rios;
– mantenha o quintal de sua casa e os bueiros de sua rua sempre limpos;
– limpe os ralos e calhas para evitar obstruções;
– se morar nos “morros”, nunca bloqueie a passagem de água das casas acima da sua;
– feche bem os sacos de lixo e coloque-os em lugares altos, como lixeiras.

Raios e trovões:

– procure abrigo;
– não fique parado em lugares abertos (estacionamentos, praias e campos);
– se estiver dentro do carro, não saia. Feche os vidros e não encoste nas partes metálicas;
– não fique em rios, lagos ou piscinas;
– fique distante de árvores, postes, quiosques e caixas d’água;
– fique longe de tratores, escadas, cercas de arame e outros objetos metálicos grandes;
– não solte pipas;
– não carregue objetos como canos e varas de pesca;
– não ande de bicicleta, moto ou a cavalo;
– se estiver fora de um abrigo, fique agachado com os pés juntos até a tempestade passar;
– não deite no chão.

Em casa:

– afaste-se de aparelhos ligados à rede elétrica TVs, geladeiras e fogões;
– não utilize telefones com fio;
– afaste-se de janelas, tomadas, torneiras e canos elétricos;
– evite tomar banho;

Mitos e Verdades sobre Tempestades:

– raios podem cair duas ou mais vezes no mesmo lugar e geralmente atinge  objeto mais alto;
– raios podem matar.

Deslizamentos:

– fique atento aos sinais: muros e paredes estufados, rachaduras e trincas;
– rachaduras nos terrenos localizados nos morros;
– árvores, muros e postes inclinados;
– estalos ou aumento das trincas em pedras;
– água mais barrenta que o normal;

Nestes casos, saia imediatamente de casa com toda a família e só volte até que a situação esteja solucionada.

Enchentes:

– levante móveis e eletrodomésticos;
– retire os animais de estimação do local;
– desligue a chave geral de energia;
– feche o registro de entrada de água no cavalete;
– separe documentos e remédios;
– coloque o lixo em um lugar alto
– procure abrigo em locais altos e secos

Água de enchente:

– evite contato, pois a água certamente estará contaminada;
– tento sintomas com febre, vômito, diarreia, ferimentos e dores musculares, procure uma Unidade de Saúde e informe o contato com a água da enchente.

Trânsito:

– diminua a velocidade;
– aumente a distância do veículo da frente;
– procure locais altos e livre de enchentes;
– não feche cruzamentos ;
– facilite a passagem de veículos de socorro
– procure orientações pelo rádio;
– em área alagadas, dirija devagar mas com o carro acelerado;
– espere o carro da frente cruzar a área alagada para iniciar a sua travessia.

Depois da enchente:

– inutilize todos os alimentos que tiveram contato com a água;
– cuidado com cobras, ratos e aranhas que costumam aparecer;
– lave e desinfete objetos, usando uma colher de sopa de água sanitária para cada litro de água;
– não use água de fontes e poços;
– ferva ou coloque cloro na água usada para beber ou cozinhar;
– mantenha sua vacina contra tétano em dia: evite a hepatite A e a leptospirose

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *