Léo Lins perde ação judicial para mulher trans de Jacareí


                                                

Direto ao Ponto

O quê – Humorista é condenado a indenizar mulher transgênero em Jacareí

Quem – Léo Lins

Quando – Show realizado em 20/09/2018 (Bullying Arte)

Onde – Bar localizado na região central da cidade

Como – O humorista e o bar foram condenados por dano moral e uso indevido de imagem de mulher transgênero. Valor da Indenização: R$ 15 mil

 Por quê – Vídeo de divulgação do show, publicado nas redes sociais.

A Defensoria Pública alegou que a imagem da mulher foi utilizada sem consentimento e que o vídeo teria causado constrangimento e desconforto perante a sociedade.

Apesar dos réus contestarem a ação, a juíza Mariana Sperb rebateu as alegações: “o bar também teria responsabilidade sobre o material de divulgação porque teve proveito econômico com o evento” Ainda: “a imagem foi utilizada indevidamente, com conteúdo que teria tratado a mulher com “zombaria e deboche”. Acrescentou que “mesmo que não se trate de discriminação homofóbica textual, é certo que o humorista valeu-se da condição de transgênero da autora com ânimo de chacota e menoscabo”.

Nota: Ainda cabe recurso da sentença proferida em 09/02/21. A Defensoria Pública informou que irá recorrer, considerando ser ínfimo o valor da indenização.

Fonte: G1 Vale do Paraíba e Região

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − dois =